Houve um tempo em que o sertão do Cariri, no Ceará, viveu a “civilização do couro”. Naquela época, se fazia de tudo com a pele curtida do gado: a porta das cabanas, o leito das camas, as cordas, os cantis e alforjes, as malas, as bainhas de faca, as roupas e, claro, os sapatos.

 

Hoje ainda se encontraram pela região os herdeiros dessa rica tradição do artesanato em couro. Mas muita coisa mudou: com a instalação da indústria de calçados no Cariri, a manufatura perdeu espaço para o plástico e os materiais sintéticos. Os artesãos sapateiros apertam o passo. E ao correr atrás de escala e redução de custos, sua produção vai perdendo os requintes do trabalho manual.

 

Técnicas muito antigas vinham sendo esquecidas quando a Caboclo, empresa que teve o apoio de Paula Dib por dois anos, chegou à região. A primeira providência foi devolver aos artesãos seu patrimônio mais valioso: o tempo. O tempo de cuidar de cada peça, uma a uma, com esmero nos detalhes, e sem a urgência de ter que vender barato nas feiras populares.

Assim, o “bordado”, por exemplo, uma técnica que os aprendizes levam, em média, dois anos para dominar, voltou a aparecer nas sandálias. Trocando agressivos tratamentos químicos por um método mais ecológico, isento de cromo, o curtimento do couro, que antes era feito em 24 horas, agora demora 24 dias. No compasso da natureza, as cores aplicadas nos calçados são extraídas de pigmentos vegetais. O solado reaproveita pneus usados.

 

Diminuindo a distância entre os sapateiros do sertão e o mercado internacional, atualmente, a Caboclo vende seus sapatos e sandálias em países como Finlândia, Japão, Alemanha e Espanha. Tudo remetido para o mundo, direto das oficinas do Cariri: calejadas de histórias únicas e originais, as mãos dos mestres do couro produzem design contemporâneo. Mas com uma marca inconfundível: a marca do seu tempo. E de suas tradições.

1/1
1/1

/// equipe

 

 

DESIGNER: Paula Dib

 

GESTÃO: Leonardo Lima

 

COMERCIAL: Juliano Lima

 

MESTRES ARTESÃOS:

Francisco Alves

Val Alves de Souza

André Cardoso

Tiago Cardoso

Leo Brito

Robério Ferreira

 

 

[Período de realização: de 2011 a 2013]